Prefeitura informa dia de Coleta Seletiva por bairro

Separar os materiais antes de descartá-los é uma tarefa fácil e que gera renda para muitas famílias do município.

     A Prefeitura de Aral Moreira se empenha para manter a cidade sempre limpa e bem cuidada, mas a colaboração da população é essencial para que esse trabalho seja efetivo. Uma das formas para contribuir com a qualidade de vida e do meio ambiente é a Coleta Seletiva. Separar os materiais antes de descartá-los é uma tarefa fácil e que gera renda para muitas famílias do município.

     Utensílios que não são recicláveis, como por exemplo, sobras de alimentos, papel higiênico, fraldas descartáveis ou guardanapos, devem ser descartados no lixo comum. Já garrafas, latas de alumínio, embalagens de leite, sacolas plásticas, papelão e outros que podem ser reutilizados devem ser colocados no lixo reciclável. A orientação é que os moradores guardem esse material na residência até o dia da Coleta Seletiva.

     Os frascos de xampus, tubos de creme dental, potes de cremes e rolos internos do papel higiênico devem ser separados e colocados para a reciclagem. Quando estes são jogados na lixeira do banheiro eles se tornam lixo comum. É importante também colocar embalagens limpas no lixo reciclável, para que evite mau cheiro e a proliferação de insetos.

     Confira o dia que a Coleta Seletiva percorre seu bairro:

O que é composteira doméstica?

O que é composteira doméstica?

A composteira doméstica é uma forma de transformar o lixoorgânico em húmus ou adubo orgânico que, depois, pode ser utilizado em plantas.

Como funciona uma composteira doméstica?

A composteira doméstica funciona através da ação de aceleradores da decomposição, que são micro-organismos e minhocas.

Geralmente, ela é composta por três compartimentos que são empilhados na vertical.

Esses compartimentos não são totalmente fechados e uma pequena quantidade dos micro-organismos e minhocas californianas pode transitar entre eles.

Compartimento superior

Os compartimentos superiores servem como uma espécie de depósito de alimentos (resíduos e restos).

Nessa parte, as minhocas e micro-organismos, que estão presentes em uma camada de terra, transformam os alimentos em húmus.

O tempo desse processo pode variar, mas costuma durar dois meses.

Compartimento inferior

O compartimento inferior servirá como coletor do chorume produzido, podendo ser chamado de adubo líquido ou biofertilizante.

Esse produto também servirá como pesticida natural.

Ao contrário do chorume produzido em lixões e aterros, esse chorume não é tóxico.

Se quiser utilizá-lo como pesticida, dissolva ele em água, na proporção meio a meio, borrifando as folhas das plantas sem a presença de luz solar.

A luz solar pode queimar as folhas quando ainda estão com o produto na superfície.

De outro modo, o chorume pode ser usado como fertilizante do solo, quando é dissolvido em dez partes iguais de água.

O que é necessário para fazer uma composteira?

Basicamente, os compartimentos da composteira podem ser feitos através de caixas e baldes plásticos, ou até mesmo com garrafões de água (vazios).

No compartimento inferior deve-se encaixar uma torneira plástica para extrair o chorume produzido, utilizando um kit torneira.

Nesse sentido, uma furadeira é bastante útil para fazer furos e cortes necessários entre os compartimentos e tampas.

Também será preciso usar um pouco de terra com minhocas e material seco, como folhas secas, serragem e grama.

Conte ainda com uma meia de nylon ou tela de malha bem fina para proteger as minhocas, porque não podem cair no chorume que estará no compartimento de baixo.

Passo 1: enumere os compartimentos de 1 a 3, de cima para baixo (usando caixas ou baldes plásticos com tampa).

Passo 2: no compartimento 1 e 2, faça furos pequenos na lateral superior, usando uma furadeira.

Passo 3: no fundo do compartimento 1 e 2, faça furos maiores para a passagem das minhocas e para a passagem do chorume até o compartimento 3.

Passo 4: nas tampas dos compartimentos 3 e 2 faça um corte circular no meio, abrindo uma grande passagem.

Passo 5: faça um furo na lateral baixa do compartimento 3 para fixar a torneira.

Passo 6: embaixo da tampa do compartimento 3, coloque a meia de nylon ou uma tela de malha fina para permitir a passagem do chorume, evitando que as minhocas desçam junto.

Passo 7: empilhe os compartimentos conforme a numeração e coloque o lixo orgânico com o material seco (folhas secas, serragem, grama) e minhocas no compartimento 1.

Passo 8: quando o compartimento 1 estiver cheio, troque com o 2 e continue depositando resíduos orgânicos.

Passo 9: entre 50 e 60 dias já será possível retirar uma quantidade de chorume pela torneira do compartimento 3.

Passo 10: retire o adubo sólido do compartimento 2, quando for possível observar uma massa homogênea sem restos alimentares.

O que colocar na composteira?

Coloque cascas de ovo, frutas e verduras, usando também borra de café, sachês de chá, restos de folhas e temperos.

Os resíduos frescos são ainda ótimos substitutos da serragem para a composteira doméstica.

Outros itens são a caixa de ovo (de papelão), caixa de pizza (rasgada em vários pedaços), cereais, sementes de girassol, gergelim e abóbora.

Além disso, alimentos cozidos ou assados, desde que sejam em poucas quantidades, também podem ser colocados na composteira.

O excesso deles pode acumular bactérias, atrair bichinhos e ainda provocar péssimo odor.

Evite também colocar frutas cítricas, cebola e alho, porque podem alterar o pH da terra (esses itens não podem exceder mais de 20% do que foi colocado).

O que não colocar?

Produtos derivados do leite não são recomendados, porque atraem muitos insetos e organismos indesejáveis, provocando mau cheiro.

Isso também acontece com o arroz cozido e outros alimentos nessa condição, como sobras de almoço, por isso é bom evitar.

De jeito nenhum coloque carne de qualquer espécie, bem como gorduras, plantas doentes, carvão vegetal, fezes de cães e gatos, e papel higiênico usado.

Outros papeis indesejáveis são os papeis de revista, jornal, qualquer um de impressão, catálogos ou envelopes.

Dicas de como cuidar da composteira doméstica

Primeiramente, é preciso se atentar para o local onde ficará essa estrutura.

  • Se houver muita incidência solar, a temperatura interna pode ficar muito alta para a sobrevivência dos decompositores.

Porém, também não se deve colocar em um lugar muito úmido e frio, ou que permita contato com água da chuva e outros líquidos.

  • Respeite o tempo da compostagem, que dura cerca de dois meses, para obter a quantidade ideal de chorume e o húmus de minhoca (adubo orgânico).
  • Siga a lista de alimentos que podem ou não podem ser colocados à risca.

A falta de responsabilidade nesse sentido pode prejudicar sua saúde, a saúde das minhocas e também das plantas que serão depositárias do húmus e do chorume produzido.

  • Se você tiver produzindo muito resíduo orgânico, aumente a quantidade de compartimentos da composteira ou crie novas composteiras.

Assim, tenha uma casa mais saudável, usando e fazendo a manutenção de várias ou, pelo menos, uma composteira doméstica.

Município inicia implantação da Coleta Seletiva de Lixo

A Coleta Seletiva diminuiu a exploração de recursos naturais renováveis e não-renováveis, melhora a limpeza da cidade e a qualidade de vida da população.

Para o prefeito Alexandrino Garcia a coleta seletiva em toda a cidade trará muitos benefícios a Aral Moreira.

“Estamos muito felizes com o início deste um importante passo de nossa cidade rumo à sustentabilidade. Não podemos mais tratar como lixo materiais que podem e devem ser reaproveitados, prática que trará muitos benefícios ambientais e significativa economia de recursos públicos que poderão ser aplicados em áreas como saúde e educação”.
 
Todos os resíduos recicláveis coletados será destinados à cooperativa de catadores. Estudos mostram que diariamente são geradas mais de mil toneladas de resíduos na cidade, sendo que aproximadamente 45% desse total pode ser reciclado.

CARTILHA COLETA SELETIVA

COMO SEPARAR O LIXO?

Você sabia que, em apenas 3 passos é possível implantar um eficaz sistema de coleta seletiva em sua própria casa? É isso mesmo!

Veja como é simples contribuir com um mundo mais sustentável, mas tenha sempre em mente que, antes de tudo, é necessário refletir sobre a real necessidade de gerar qualquer tipo de resíduo.

🌎 Separe os resíduos
Separar os resíduos recicláveis (alumínio, papel, plástico, vidro etc) dos orgânicos (restos de comida e embalagens com gordura animal ou vegetal) é o primeiro passo. Mas lembre-se de segregar outros tipos, como remédios, pilhas e solventes, que precisam ser destinados em outros locais.

💚Embale de forma correta
O material que você utiliza para embalar o resíduo também conta para uma destinação adequada. Use sacos recicláveis ou biodegradáveis para embalar os resíduos como papeis/papelão, vidro, plástico e alumínio, os compostos orgânicos como restos de frutas e legumes, borra de café, restos de erva mate e poda de arvores, podem ser utilizados para compostagem em composteiras domésticas e os rejeitos como lixo de banheiros devem ser embalados em sacos biodegradáveis.

♻ Destine corretamente
Não basta separar e embalar, é preciso dar um destino adequado. Pontos de coleta seletiva são uma alternativa à coleta feita na porta de casa. 

A Prefeitura Municipal de Aral Moreira inicia coleta seletiva simplificada de lixo

A partir da próxima segunda-feira, 13, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, responsável pela coleta de resíduos domiciliares e comerciais em Aral Moreira MS, dará início ao programa de Coleta Seletiva Simplificada na cidade.

Serão realizadas campanhas educativas e mobilização em todo o município para incentivar a população a realizar a separação dos materiais. Não é necessário ter lixeiras de cores diferentes, basta separar o seu lixo úmido para a coleta comum, do lixo seco para a coleta de recicláveis, depositando no dia correto.  Para facilitar, as duas coletas serão em dias alternados.

O cronograma estará disponível em breve.

Contamos com a sua colaboração para garantir mais qualidade de vida para todos!
Alguns benefícios de separar os resíduos recicláveis:

-Contribuir com a geração de renda e promover a inclusão social de participantes de associações/cooperativas de catadores;

– Aumento da vida útil do aterro sanitário;

– Diminuição do uso de recursos naturais;

– Melhoria da qualidade ambiental;

– Desenvolvimento sustentável.